Retentores Convencionais e Especiais

Define-se o retentor convencional um vedador dinâmico para eixos rotativos que possui um anel metálico para fornecer rigidez ao perfil, além de uma vedação em borracha acoplada com mola helicoidal. A função do retentor é assegurar a vedação entre um eixo com movimento rotativo e uma base fixa, por meio de uma carga prévia da borracha do lábio de vedação e da pressão da mola.

Ideal para a vedação de óleos e graxas, com ou sem pressão, os retentores convencionais são amplamente utilizados na construção de máquinas e aparelhos, bem como na indústria automobilística em aplicações que envolvam produtos pastosos, líquidos ou em forma de gás.

Retentores Convencionais
Aplicações Industriais para Retentores
Aplicações Industriais para Retentores
Aplicações Industriais para Retentores
Aplicações Industriais para Retentores

Retentores Convencionais

São diversos modelos de retentores convencionais para uma infinidade de aplicações, por isso vamos detalhar algumas informações de forma que você entenda algumas diferenças e possa consultar o arquivo de perfis de retentores para cotar o que melhor se adequar a sua necessidade.

Retentores Modelo B-5
O retentor modelo B-5 é extremamente rígido por possuir dois anéis metálicos, é pouco sensível a erros de montagem, e exige acabamento do alojamento. Devido a sua rigidez, é uma opção para retentor com grandes diâmetros.
Retentores Modelo A-5
O retentor modelo A-5 com diâmetro externo de anel metálico é rígido e pouco sensível a erros de montagem, exigindo bom acabamento do alojamento.
Retentores Modelo R-5
O retentor modelo R-5 apresenta o anel metálico de borracha, o que lhe permite no diâmetro externo um assento estanque, além da vantagem de tanto em serviço quando em estoque não sofrer ataque por corrosão, evitando danificações no alojamento e não exigindo que o alojamento tenha acabamento polido.
Retentores Modelos B-2/A-2/R-2
Os retentores modelos B-2/A-2/R-2 são modelos com guarda-pó, que apresentam excelente desempenho em sistemas que precisam de proteção contra sujeira e pó abrasivo do meio ambiente.

Clique aqui para consultar todos os perfis de retentores.

Aplicações

Os retentores convencionais dos modelos citados acima são comumente utilizados em movimentos rotativos nas vedações de óleo mineral, graxa e flui-dos em geral com ou sem pressão, ou seja, em motores, em redutores, em veículos automotivos, em mancais, em máquinas de construções e agrícolas, em laminadores e numa infinidade de máquinas e equipamentos.

Especificações

  • Material da vedação: bor. nitrílica
  • Dureza: 70 Shore A
  • Anel metálico: aço SAE 1010/20
  • Mola: helicoidal
  • Pressão: ≤2,0 kg/cm²
  • Velocidade: ≤20 m/s
  • Temperatura de –50ºC a + 110ºC

Tolerâncias – Retentores Convencionais

Tabela de Tolerâncias para Retentores Convencionais

Retentores sem Anel Metálico

O modelo de retentor sem anel metálico com fixação externa de borracha/lona possui sua rigidez baseada na robustez e compressão do reforço de tecido vinculado à borracha.

Existem duas formas de construção distintas para esse modelo, sendo a construção mais usada a que apresenta um corte radial em seu perfil. Neste caso a pressão de vedação para o lábio é assegurada pelo ajuste automático da mola. Esta construção de retentores é conhecida como RLP (retentor sem anel metálico com fixação externa de borracha/lona partido).

A segunda construção, não possui o corte radial na borracha do lábio de vedação para assegurar a pressão, sendo esta conhecida RL (retentor sem anel metálico com fixação externa de borracha/lona).

Aplicações

O retentor modelo RLP, por ser partido e apresentar uma excelente flexibilidade, proporciona uma série de vantagens:

  • Fácil aplicação em lugares onde seja impraticável montar-se um retentor convencional.
  • A desmontagem é simples; consequentemente, o tempo de parada do equipamento é mínimo.
  • As tolerâncias não são rigorosas como nos retentores convencionais.

Algumas outas informações podem ser consideradas importantes para a aplicação dos retentores convencionais citados.

  • O modelo de retentor RLP é aplicado em sistemas rotativos de equipamentos pesados pela facilidade de troca e pela necessidade de grandes dimensões do retentor.
  • Já o modelo de retentor RL é aplicado em sistemas rotativos gerais.
  • E os modelos de retentores RBP e RB são aplicados esporadicamente, uma vez que não apresentam nenhuma vantagem sobre os modelos de lona.

Especificações

Modelos de retentores RLP e RL
  • Vedação: bor. nitrílica
  • Dureza: 70 Shore A
  • Fixação externa: tecido impregnado com bor. nitrílica
  • Mola: helicoidal quando necessário
  • Pressão: RPL ≤0,1 kg/cm² | RL ≤2,0 kg/cm²
  • Velocidade: ≤15,0 m/s
  • Temperatura: –50ºC a + 110ºC
Modelos de retentores RBP e RB
  • Vedação: bor. nitrílica
  • Dureza: 80 Shore A
  • Fixação externa: bor. nitrílica
  • Mola: helicoidal quando necessário
  • Temperatura: –50ºC a + 110ºC

Clique aqui para consultar todos os perfis de retentores.

Tolerâncias – Retentores sem Anéis Metálicos

Tabela de Tolerâncias para Retentores sem Anel Metálico

Retentores Especiais

Retentores Especiais
Os modelos de retentores com vedações opostas são usados para vedar dois meios, geralmente um fluido e, no outro, pó abrasivo, assim como os modelos com mais de uma vedação no mesmo sentido são empregados em vedações com maiores responsabilidades, mesmo que sejam limitados pela deficiência de lubrificação.
Retentores Especiais
Já os retentores para vedação externa giram junto com o eixo. Para rotações < que 1000 rpm por exemplo, pode ser preciso dar maior pressão na mola, por causa da menor ação da força centrífuga.
Retentores Especiais
Os modelos de retentores sem mola são utilizados em vedações de espaço reduzido, ou seja, vedações de graxa ou simplesmente como anéis guarda-pó.
Retentores Especiais
Já o retentor de feltro é usado para vedações de graxa ou como anel guarda-pó.

Nos perfis de retentores em couro, a pressão do lábio é dada pela tensão da mola, uma vez que o couro não tem elasticidade. Eles oferece boa vedação a fluidos não lubrificantes e a sistemas com deficiência de lubrificação, devido a sua moldabilidade e capacidade de absorver por um bom tempo os lubrificantes em geral.

Retentores Especiais em Couro
Clique aqui para consultar todos os perfis de retentores.

Especificações

Retentores de borracha

  • Vedação: bor. nitrílica
  • Dureza: 70 Shore A
  • Anel metálico: aço SAE 1010/20
  • Mola: helicoidal quando necessário
  • Temperatura: –50ºC a + 110ºC

Retentores de couro

  • Vedação: couro
  • Anel metálico: aço SAE 1010/20
  • Mola: helicoidal quando necessário
  • Temperatura: –20ºC a + 90ºC

Retentores de Feltro

  • Vedação: feltro
  • Anel metálico: aço SAE 1010/20

Tolerâncias – Retentores Especiais

Tabela de Tolerâncias para Retentores Especiais

Retentores K-2 e K-5

Desenvolvimento de vedador único para movimento rotativo/giratório com resistência a pressões de até 40 Kg/cm² denominado como modelo “K”, contemplado com as seguintes funções:

  • Reter fluidos de baixa ou alta viscosidade, bem como gases;
  • Trabalhar em rotações entre 3500 e 10000 rpm, dependentemente do diâmetro de eixo empregado;
  • Operar em sistemas com pressões entre 1kg/cm2 e 40 kg/cm2.
  • Ter contato com temperaturas entre –25oC e + 200oC, dependendo do elastômero selecionado;
  • Causar o menor coeficiente de atrito dentre os vedadores de óleo (Retentores), em consequência a não formação de sulcos nos eixos;
  • Não permitir a extrusão do conjunto lábio vedador e eixo (lábio virado ao avesso);
  • Possuir um anel elastomérico externo saliente, facilitando a instalação sem causar excentricidade estática (empenamentos de montagem);
  • Quanto à resistência química, térmica e velocidade, valem os padrões de referência dos elastômeros selecionados para as condições de operação dos equipamentos.
Retentores K-2 e K5

Aplicações

Foi projetado para atender aos padrões modernos de lubrificação pressurizada e evitar contaminação por fuga de fluidos devido ao seu excepcional poder de vedação, além de reduzir o consumo de energia dos equipamentos graças ao seu sistema de antiblocamento do eixo, sendo ideal para:

  • Bombas de alimentação para combustível de caldeiras;
  • Equipamentos de vácuo;
  • Variadores de velocidade e motovariadores;
  • Dromos de pontes rolantes;
  • Mancais de rolos de laminação;
  • Sistemas hidráulicos para retorno de roscas para injetoras;
  • Sistemas de sopro;
  • Circuitos hidráulicos de direção;
  • Sistemas de bobinamento de fios;
  • Sistemas de bombeamento de fluidos;
  • Mancais de rodas de comportas.

Solicite uma cotação de Retentores!
Preços Competitivos | Estoque Local | Suporte Pós Venda